Surpreendente

Rosi plano detox
Rosi plano detox

Sucos Detox: Como emagrecer até 4Kg em 5 dias!

Sucos Detox Emagrecer
Sucos Detox Emagrecer

10 sucos detox exterminadores de gordura

Emagrecer sem Segredos
Emagrecer sem Segredos

Guia alimentar para perda de peso definitiva.

Plano Detox
Erisipela: A doença de pele silenciosa
Normalmente a erisipela começa a ser percebida a partir de manchas provocadas pela bactéria causadora da doença.

As doenças de pele têm se tornado cada dia mais comuns, isso se deve aos raios ultravioletas, o alto nível da poluição, o consumo de alimentos industrializado e ao nosso estilo de vida cada dia mais agitado. Algumas dessas doenças são silenciosas e aparecem sem muito alarde, mas podem permanecer em nossa pele por muitos meses e até anos, esse é o caso da erisipela.

A erisipela é conhecida popularmente como zipra, esipra ou zipla. A infecção de pele é causada pelo Streptcoccus pyogenes, que é uma bactéria do grupo A e Haemophilus influenzae do grupo B.

Essa bactéria é comumente encontrada em nossa pele e não causa mal algum, mas caso ela consiga entrar na camada da pele, elas podem provocar a infecção que causa a erisipela.


Elas só conseguem efectuar a travessia através de alguma ferida já existente na pele, e depois acabam se alojando dentro do corpo.

Outra forma quase que incomum para se contrair a erisipela é quando essas bactérias entram pelas vias nasais e geram infecção no local.

Grupo de risco

O grupo que corre mais risco de contrair essa infecção é formado pelos idosos e crianças, pois esses possuem baixa imunidade e ficam mais vulneráveis a doença.

Além disso algumas pessoas que possuem cortes nas pele, picadas de insetos e pernilongos, micose, unha encravada, frieira, espinhas, queimadas na pele e uso de ornamentos na pele (piercings e brincos), ficam muito susceptíveis ao acesso da bactéria.

Pessoas com doenças pré existentes ou que utilizam alguns tipos de medicamente também são o alvo do Streptcoccus pyogenes. A obesidade, diabetes, edema crônico são algumas das doenças que deixam o organismo mais fraco. Além disso o uso de corticoides e imunossupressores pode ajudar no desenvolvimento da infecção.

Sintomas da doença

Normalmente a erisipela começa a ser percebida a partir de manchas provocadas pela bactéria causadora da doença. Essas manchas possuem uma rápida evolução e podem ser sensíveis ao toque.

As manchas possuem bordas bem traçadas, brilhantes, normalmente ficam mais quentes que outras regiões e podem ficar coloridas. Elas ficam localizadas normalmente no rosto, pernas, braços e dedos.

Em casos mais sérios, podem surgir bolhas, úlceras, abcessos e até necrose na região afectada. Nesse caso a doença é chamada de erisipela bolhosa.

Alguns outros sintomas também são característicos da erisipela como:

- Febre
- Náusea
- Dores musculares
- Tremores
- Mal-estar
- Desânimo
- Dor de cabeça

Diagnóstico

Os diagnósticos para a doença de pele podem ser feitos apenas com um simples exame visual, mais em alguns casos os exames laboratoriais são necessários, entre eles exame de sangue, exame de cultura e biopsia.

Entenda como é feito o tratamento

O tratamento contra a erisipela é feito com antibióticos, via oral, como a Amoxicilina, Ciprofloxacino e mais comumente a Penicilina.
Ele costuma durar em torno de 14 dias.

Já o tipo de erisipela bolhosa cremes como ácido fusídico e sulfadiazina também devem ser recomendados pelo médico dermatologista.

O tratamento deve ser feito em casa e acompanhado por um repouso e compressas de zimbro e água fria.

Os remédios caseiros não costumam funcionar para a cura da doença, por isso os antibióticos têm grande importância.

Como prevenir a erisipela?

A prevenção contra a erisipela deve ser feita com o cuidado das feridas expostas. Secar os dedos após os banhos, pode evitar o aparecimento de frieiras.  
Manter os ferimentos e picadas de insetos sempre limpos e secos, também pode ser uma boa prevenção.

O controle da diabetes é a prevenção mais importante, pois 90% dos casos de erisipela são encontrados em pessoas que possuem a doença. Os diabéticos que possuem ferida abertas devem tomar um cuidado redobrado e verificar sempre o estado do ferimento.

É importante lembrar que a erisipela tem cura, ela pode ser demorada e em alguns casos pode ser necessária a internação hospitalar.

As pessoas que já contraíram a erisipela ficam mais susceptíveis e podem acabar contraindo a bactéria com mais facilidade. Por isso é comum que essas pessoas contraiam a doença diversas vezes seguidas.

Apesar da doença deixar a pele com uma aparência estranha, ela não é contagiosa. Em caso do aparecimento de qualquer sintoma citado acima o médico deve ser imediatamente procurado. Não utilize nenhum tipo de medicação sem antes consultar um especialista.

Comentários

© 2016 - Emagrece Saudável - Dietas e Dicas de Saúde! |