Emagrece SaudávelEmagrecerAumento das Mamas Masculinas

Aumento das Mamas Masculinas

Surpreendente

Rosi plano detox
Rosi plano detox

Sucos Detox: Como emagrecer até 4Kg em 5 dias!

Sucos Detox Emagrecer
Sucos Detox Emagrecer

10 sucos detox exterminadores de gordura

Emagrecer sem Segredos
Emagrecer sem Segredos

Guia alimentar para perda de peso definitiva.

Plano Detox
Aumento das Mamas Masculinas
Não é tão raro encontrar meninos adolescentes, geralmente na faixa dos 15 anos, com mamas de volume aumentado. Embora muitos casos estejam associados à obesidade, esse aumento no tecido mamário pode configurar um quadro conhecido como ginecomastia. A condição pode atingir os homens em qualquer idade, mas é mais frequente em adolescentes ou em idosos. A boa notícia é que, em geral, a ginecomastia tende a regredir de forma espontânea, mas há tratamentos eficazes.

Origens
O fator responsável pelo aumento nas glândulas mamárias masculinas é uma oscilação hormonal. Quando as quantidades de testosterona (hormônio associado ao desenvolvimento de características masculinas) estão em desequilíbrio com os níveis de estrogênio (hormônio relacionado às características femininas), a ginecomastia pode ocorrer. Há várias causas possíveis para esse desequilíbrio.

Causas fisiológicas
Há fases da vida de um homem em que as oscilações hormonais são naturais. Os recém-nascidos podem apresentar ginecomastia por conta da exposição do bebê aos hormônios da mãe na fase final da gestação. No início da puberdade, tanto a produção de estrogênio quanto a produção de testosterona podem variar, o que também pode gerar esse aumento nas mamas dos jovens. Por fim, ao entrar na andropausa, os testículos tendem a reduzir a produção de hormônios masculinos, fazendo com que a ginecomastia seja mais frequente também após os 55 anos de idade. Nesses casos, a condição tende a regredir espontaneamente com o passar do tempo.

Causas Idiopáticas
Há casos de ginecomastia em que as causas são idiopáticas, isto é, completamente desconhecidas. Acredita-se que alguns homens possuem uma predisposição genética para produzir maiores quantidades de estrogênio ou possuem alterações nos receptores hormonais das mamas, provocando o problema. Trata-se de alterações em nível molecular que ainda são objeto de estudo da medicina.

Doenças associadas
Em alguns casos, a ginecomastia é um fator associado a outro problema de saúde. Cirrose hepática, hipertireoidismo e hipogonadismo podem ser causas da condição. Além dessas doenças, a ginecomastia também pode estar associada a tumores, principalmente nos testículos, rins, fígado e pulmões.

Uso de substâncias
A utilização de determinados medicamentos ou drogas pode ter um desequilíbrio hormonal incluído em sua gama de efeitos colaterais. Isso pode ocorrer diante do uso de alguns antibióticos e medicamentos que atuam no combate à hipertensão e à gastrite. Além disso,  há estudos que comprovam o abuso de álcool e o uso de drogas, como maconha e cocaína, como fatores desencadeantes da condição. Por fim, uma das causas mais conhecidas para o problema é a utilização de esteroides anabolizantes para ganho de massa muscular, pois essas substâncias provocam alterações na ação hormonal.

Como tratar?
Embora a ginecomastia geralmente não represente um quadro grave, o aumento nas mamas tem efeito bastante desagradável sobre a autoestima dos homens. Especialmente na adolescência, pode surgir um receio ou vergonha de tirar a camisa em público, o que tende a levar ao isolamento social e até mesmo a problemas psicológicos.
Quando não há regressão espontânea, é preciso consultar um médico e iniciar o tratamento. Antes que os procedimentos tenham início, é necessário tratar todas as causas adjacentes (como doenças e tumores) e pôr fim ao uso das substâncias associadas (álcool, esteroides, medicamentos e drogas). O tratamento pode ser medicamentoso (em casos mais simples) ou cirúrgico (em casos mais avançados), a depender da análise clínica.

Comentários

© 2016 - Emagrece Saudável - Dietas e Dicas de Saúde! |